Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Um forum cheio de cultura anima rua de S. Pedro

por Helder Robalo, em 21.01.10

Uma aposta ganha na zona histórica 

Um forum cheio de cultura anima rua de S. Pedro

São inúmeras as actividades desenvolvidas. Os espectáculos culturais e, sobretudo, as exposições de arte sacra e de arte pastoril, granjeiam muito público. O sucesso está garantido para o Fórum Cultural de Idanha-a-Nova.

 

Por: Cristina Mota Saraiva

21 de Janeiro de 2010 às 15:49h

 

O Fórum Cultural Raiano, em Idanha-a-Nova, é um espaço que, lentamente, tem vindo a ganhar adeptos e a cativar público. Para além de toda uma panóplia de organizações e iniciativas, destacam-se os espectáculos musicais que ali têm decorrido e onde há sempre uma freguesia convidada.

 

A culminar esteve o espectáculo de André Sardet, que assinalou os dois anos do espaço, como noticiámos oportunamente.

 

Mas, um dos pontos fulcrais do Fórum de Cultural tem sido o divulgar da arte religiosa.

 

Até agora, já foram apresentadas três exposições relativas à imaginária, alfaias religiosas e demais objectos, “que são sinais visíveis das vivências espirituais, de ritos e de rituais da época, relativas às Paróquias de Idanha-a-Nova, Idanha-a-Velha, Alcafozes, bem como uma outra com preciosas peças de estatuária da Colecção Particular do Padre João Pires de Campos, que fora doada ainda em vida à Câmara Municipal com o compromisso de serem expostas no seu torrão natal, Penha Garcia”, esclarece António Catana, um dos responsáveis por toda esta dinâmica do Fórum.

 

Agora, está presente no local a quarta exposição, relativa às Paróquias de S. Miguel Arcanjo e Santa Margarida, cuja selecção contou com a colaboração do pároco de ambas as paróquias (S. Miguel d’ Acha e Aldeia de Santa Margarida), Padre Luís Moreira Bernardo.

 

Os aspectos que passam despercebidos ao normal visitante, que ali vai para apreciar as belezas, sem saber todo o trabalho que se esconde por trás de um projectos destes, consistem na valorização de todo o espólio religioso do concelho e no descobrir de peças que estavam escondidas em recantos, na sua maioria degradadas e às quais não se dava o devido valor.

 

Por outro lado, todo o espólio fica registado e fotografado e as peças passam pela Oficina de Conservação e Restaura do Centro Cultural Raiano e levam um tratamento de forma a que possam ser expostas. “Com antecedência, vamos entregando as peças que queremos expor e estas vão sendo recuperadas”, confirma António Catana.

 

Este tipo de exposição é também positivo porque vem valorizar todo um património ao alcance apenas da vista de alguns. E as pessoas ficam orgulhosas de ver as peças das suas paróquias expostas.

 

O Tochão Metálico para Círio Pascal (S. Miguel d’ Acha) é uma das peças que encontramos logo ao penetramos no pequeno espaço da mostra, mas perfeitamente adequado ao fim destas exposições. Uma peça perfeita, toda martelada à mão e de uma imponência e preciosidade que saltam à vista.

 

Também a imagem de S. João Batista (S. Miguel d’a Acha) nos rouba o olhar. Com mais de um metro de altura, esculpida em madeira, pintada, apresenta um porte atlético, coberto de peles, com o dedo indicador da mão direita dirigido para o ‘Cordeiro de Deus’.

 

As sacras, diversos tipos de aras (sempre com uma relíquia incrustada), um missal romano e livros de teatro eclesiástico são outras raridades presentes na exposição

 

Sobre o teatro eclesiástico, António Catana lembra que eram feitas representações durante o Natal, os autos, como forma de dar a conhecer um pouco da história religiosa e também para distrair as pessoas.

 

E estão lá, também, os livros das Pastorais. Noutros tempos, bem longe das máquinas de escrever e muito mais dos computadores, os documentos emanados pela diocese vinham para os Arciprestados e eram copiados, à mão, pelos padres, girando de paróquia em paróquia.

 

Também ali se encontra uma foto daquela que pode ser considerada a Custódia mais valiosa de todo o concelho. Toda banhada a ouro e toda trabalhada, com um cinzelamento perfeito.

 

Santa Bárbara (Aldeia de Santa Margarida) é outra das imagens já bastante antigas, para além de que, segundo António Catana, no concelho não conhece mais de quatro e esta “é bastante antiga, provavelmente do séc. XVIII”.

 

Destaca-se, ainda, a umbela, em damasco, parecida com uma sombrinha. “Era utilizada para acompanhar o viático, o Sacramento da Eucaristia, quando o sacerdote se dirigia a casa de um doente em caso de doença prolongada ou aos que estavam em perigo de vida.

 

Mas há mais e para melhor perceber, só mesmo vendo. Até porque quem entra no Fórum Cultural Raiano é sempre acompanhado. Todas as pessoas que aqui trabalham sabem explicar a exposição. António Catana chama-as e dá-lhes a conhecer todos os pormenores. “Elas próprias vão perguntando, são muito interessadas”, refere.

 

O Fórum Cultural Raiano acabou de completar dois anos de existência mas, entre todas as actividades que desenvolveu, incluindo visitas guiadas de turistas, já recebeu mais de sete mil pessoas. Os números falam por si e só confirmam o excelente trabalho desenvolvido.


In Jornal Reconquista, 21.Janeiro.2010 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:20



Mais sobre mim


Junta de Freguesia de Aldeia de Santa Margarida

http://www.jf-aldeiastamargarida.pt/

Hino de Aldeia de Santa Margarida


Calendário

Janeiro 2010

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog





Números Úteis

Junta de Freguesia
277 313 545

Centro de Saúde
277 313 293

Paróquia
277 937 200

Liga dos Amigos de ASM
277 107 416
931 117 116 (João Camejo)

Centro de Dia de ASM
277 313 122

Associação de Caçadores de ASM
964 555 898 (José Francisco Prudente)

Grupo de Cantares de ASM
965 464 190 (Zélia Curto)
277 313 545 (Tlf. da Junta de Freguesia)

Os Tapori a Bombar - Grupo de Bombos de ASM
919 820 154 (Samuel Pereira)
964 148 017 (Ricardo Barroso)
ostaporiabombar@gmail.com

Pirotécnica Beirense
277 313 478
962 935 544

GNR de Idanha-a-Nova
277 202 128

Bombeiros de Idanha-a-Nova
277 202 456



Ver Estatísticas