Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



SEM mãos a medir e com um sorriso quase permanente, Sérgio Clemente vai vendendo, umas atrás das outras, as senhas de entrada para o Festival das Sopas, que no domingo se realizou em Proença-a-Velha. O orgulho reflectido no sorriso de Sérgio Clemente deixava claro o sucesso que, quando passavam poucos minutos das 13 horas, já se adivinhava e que, mais não fosse, era confirmado pelas notas e moedas que sistematicamente iam passando pelas mãos deste membro da organização. Àquela hora, Sérgio Clemente já tinha vendido mais de 600 senhas de entrada. Uma contabilidade que no final permitiria inscrever este evento como o maior festival de sopa realizado em Portugal. Afinal estiveram ali mais de três mil pessoas, que em menos de duas horas consumiram os três mil litros de sopa confeccionada por 88 participantes. Números que, na hora de atestar o êxito desta iniciativa, falam por si e são ainda secundados pelos testemunhos daqueles que não quiseram perder a oportunidade se deliciarem com as sopas.

“Viemos de Cáceres (Espanha) porque temos uns amigos aqui numa aldeia perto de Castelo Branco. Foram eles que nos falaram disto e nós resolvemos vir ver como era, todavia nunca imaginámos que fosse tão animado e que as sopas fossem todas tão boas”, conta Francisco Plaza Lerma.

De mais perto, Gracinda de Jesus Pereira de Aldeia de Santa Margarida, também não esconde o entusiasmo. “Venho todos os anos. E isto é óptimo. É uma alegria. Está cada vez melhor”, sublinha, sem poupar nos elogios que contribuem assim para a satisfação dos organizadores e daqueles que, com muita dedicação e várias horas de trabalho, concretizaram as respectivas receitas.

“Levantei-me às duas da madrugada e às seis já tinha os 45 litros de sopa prontos. Depois foi preparar os restos das coisas e vir para aqui”, conta Maria Pinto que andou mais de uma semana a preparar os ingredientes para a sua sopa de castanha.

“Aprendi a receita com a minha mãe, que já a tinha aprendido com a minha avó. Eu sou natural de Santana d’Azinha, Guarda, onde há muita castanha, que nos tempos de fome era aproveitada para fazer sopa e matar a fome dos trabalhadores”, recorda Maria Pinto.

Esta mulher, que integra o festival há várias edições, nunca ganhou nenhum prémio, mas garante que não é por isso que vai deixar de participar no próximo ano e, tal como aconteceu em 2009, tem planos para aumentar, em pelo menos 10 litros, a receita. Afinal “o tacho vazio em tão pouco tempo (menos de 45 minutos) é o melhor prémio que eu posso receber”, atira.

Uma teoria que seria confirmada pela maioria dos outros participantes, que, com pouca diferença horária, iam esgotando o stock. Uma realidade que para o ‘cozinheiro oficial, da Associação de Cicloturismo de Idanha-a-Nova foi rapidamente interpretada como o prenúncio de uma vitória.

“Ganhámos o ano passado e este ano vamos repetir a vitória”, garantia Vítor Manteigas que garante não ter herdado a receita. “Vou inventado e provando, quando gosto repito. O segredo está no jeito e no carinho com que a sopa é feita e também na qualidade do peixe que eu próprio, como bom pescador que sou, apanhei no rio”, dizia, enquanto, sem esconder alguma vaidade, exibia a “panela rapada”. “Em menos de meia hora, os 80 litros desapareceram. Portanto não tenho dúvidas que o primeiro prémio está garantido”, sublinhava antes mesmo de saber que o resultado oficial, apurado pela votação dos visitantes (que podiam provar todas as sopas e que no final votam na sua preferida), confirmaria a vitória. O prémio, no valor de 150 euros, também já tinha destino previamente traçado. “Setenta e cinco por cento será doado às Adufeiras de Proença-a-Velha e o restante será para cobrir as despesas com a sopa”, explicava o presidente da Associação. No pódio estiveram ainda os representantes da Junta de Freguesia de Segura, que ganhou o segundo prémio com a sopa “Lá de Casa” e António Baleiras, a quem foi atribuído o terceiro lugar pelo seu “Sarapatel”.

Distinções que voltarão a ser entregues em 2011, conforme promete Francisco Silva, presidente da Junta de Freguesia de Proença-a-Velha, entidade que, em colaboração com a Câmara de Idanha-a-Nova, realizou este certame. “O sucesso, que repetimos a cada ano, é um incentivo para continuarmos. Por isso, certamente que a nona edição será uma realidade e já estamos a ver qual a melhor forma de melhorar o evento, nomeadamente no que concerne à melhoria do espaço”, conclui.

(Por: Catarina Canotilho, in Jornal do Fundão)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 15:43


2 comentários

Sem imagem de perfil

De soly a 22.05.2010 às 09:43

Sim senhor... é de louvar a dinâmica da Camara de
Idanha e felicitar todos aqueles que se envolvem e participam nas iniciativas
Abraço
Soly
Sem imagem de perfil

De Lena a 25.05.2010 às 11:00

Olá!
Parabéns a Proença-a-Velha por este fabuloso evento. Foi um prazer divulgar o Festival das Sopas Tradicionais no blog www.susitour.blogspot.com. Esperamos que o festival se repita por muitos mais anos :) Nós estaremos aqui para apoiar!

Deixo um convite: Junte-se a nós no dia 10 de Junho, no Convento dos Frades Franciscanos, em Trancoso, num duplo evento: «Encontro de Bloggers e lançamento do livro "Aldeias Históricas de Portugal – Guia Turístico". Para estar presente, envie um mail para aminhaldeia@sapo.pt a solicitar o formulário de inscrição e o programa das festividades. Faça-o com antecedência, pois as inscrições são até dia 2 de Junho.

Abraço
Lena

Comentar post



Mais sobre mim


Junta de Freguesia de Aldeia de Santa Margarida

http://www.jf-aldeiastamargarida.pt/

Hino de Aldeia de Santa Margarida


Calendário

Maio 2010

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Links

A nossa origem

  •  
  •  
  • O outro site

  •  
  •  
  • ASM nas redes sociais

  •  
  •  
  • ASM também aqui

  •  
  •  
  • Terras e sítios amigos

  •  
  •  
  • Notícias da Região


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2005
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D





    Números Úteis

    Junta de Freguesia
    277 313 545

    Centro de Saúde
    277 313 293

    Paróquia
    277 937 200

    Liga dos Amigos de ASM
    277 107 416
    931 117 116 (João Camejo)

    Centro de Dia de ASM
    277 313 122

    Associação de Caçadores de ASM
    964 555 898 (José Francisco Prudente)

    Grupo de Cantares de ASM
    965 464 190 (Zélia Curto)
    277 313 545 (Tlf. da Junta de Freguesia)

    Os Tapori a Bombar - Grupo de Bombos de ASM
    919 820 154 (Samuel Pereira)
    964 148 017 (Ricardo Barroso)
    ostaporiabombar@gmail.com

    Pirotécnica Beirense
    277 313 478
    962 935 544

    GNR de Idanha-a-Nova
    277 202 128

    Bombeiros de Idanha-a-Nova
    277 202 456



    Ver Estatísticas