Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Um pouco da nossa história

por Helder Robalo, em 11.02.06
«A antiga freguesia de Santa Margarida foi vigararia da Ordem de Cristo e da Apresentação da Mesa de Consciência no termo de Proença-a-Nova.
O povoamento deste território remonta a tempos muito anteriores à formação da Nacionalidade (o que se pode comprovar através de vestígios de presença castreja na proximidade).
Como habitual na região Egitanense, a população devia ser muito reduzida, podendo mesmo ter desaparecido por volta do século XII, o que levou a que o povoamento definitivo surgisse tardiamente (sobretudo a partir da segunda metade do século XVII, graças ao afluxo de gente em busca dos filões de minério, especialmente volfrâmio).
O nome primitivo desta freguesia poderá ter sido o de uma velha família do tempo da acção repovoada dos irmão Gosende, que se terá perdido no tempo. Por esta razão era conhecida apenas pelo vocábulo “aldeia”, e tal como em muitas outras localidades, a este vocábulo ter-se-á agregado o nome de um santo (Santa Margarida).
Santa Margarida, de quem pouco se sabe, diz-se que terá vivido nos finais do século III, perto de Antioquia (cidade turca de grande relevância na época) e que terá sido expulsa de casa por se ter convertido ao Cristianismo. Mais tarde dedicou-se à pastorícia e a acabou por morrer ao manter a sua convicção religiosa. Em determinada altura torna-se muito popular, dando nome a pessoas e localidades em todo o mundo (a própria Joana D’ Arc terá dito que Santa Margarida era uma das vozes que lhe falavam desde os treze anos e que a guiaram durante a sua missão).
Há também quem defenda que o nome terá como origem um Monte chamado Margarida, que seria de vital importância para uma população que subsistia essencialmente graças à agricultura.
Esta aldeia é também conhecida como a terra dos Fogueteiros, pois há muito que se fixou aí uma fábrica de pirotecnia.
Em relação a Santa Margarida, conta-se uma história de uma mulher que habitava no Monte Margarito, numa ermida, e que após a sua morte e enterro no Adro da Igreja da Aldeia de Santa Margarida terá a sua filha de doze anos chorado tanto em cima de sua campa que terá também acabado por morrer. Ainda hoje se recitam versos que recordam esta história:
“Que fazes ò mãe em cama tão fria,
Não durmas, à noite saiamos daqui,
Acorda, não ouves a pobre Maria?
Pequena, sozinha, chorando por ti.”»

Retirado da página da
InterRegiões.Net.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:48


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Igaedvs a 01.03.2006 às 13:59

Como é que vamos de arqueologia por essa terra?
Sem imagem de perfil

De H.R. a 02.03.2006 às 19:35

Honestamente não sei. Mas penso que é uma actividade sem grande representação.

Comentar post



Mais sobre mim


Junta de Freguesia de Aldeia de Santa Margarida

http://www.jf-aldeiastamargarida.pt/

Hino de Aldeia de Santa Margarida


Calendário

Fevereiro 2006

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog





Números Úteis

Junta de Freguesia
277 313 545

Centro de Saúde
277 313 293

Paróquia
277 937 200

Liga dos Amigos de ASM
277 107 416
931 117 116 (João Camejo)

Centro de Dia de ASM
277 313 122

Associação de Caçadores de ASM
964 555 898 (José Francisco Prudente)

Grupo de Cantares de ASM
965 464 190 (Zélia Curto)
277 313 545 (Tlf. da Junta de Freguesia)

Os Tapori a Bombar - Grupo de Bombos de ASM
919 820 154 (Samuel Pereira)
964 148 017 (Ricardo Barroso)
ostaporiabombar@gmail.com

Pirotécnica Beirense
277 313 478
962 935 544

GNR de Idanha-a-Nova
277 202 128

Bombeiros de Idanha-a-Nova
277 202 456



Ver Estatísticas